Mantenedores

Importância do controle de umidade e temperatura de câmaras frigoríficas para conservação de carne fresca

Nestas aplicações, o controle de umidade relativa é demasiado importante. Um grau higrométrico inferior a 85% provoca uma diminuição excessiva de peso enquanto um excesso de umidade torna a superfície da carne viscosa. Uma modesta ação desumidificante do evaporador é sempre necessária para manter o equilíbrio higrométrico.

Nas câmaras bem isoladas, onde há pouca movimentação e, portanto, pouca introdução de calor, pode ser necessária uma adição suplementar de calor que intervenha no grupo de refrigeração e atinja dessa maneira o efeito necessário de desumidificação.

Nas instalações mais importantes, o excesso de umidade relativa torna necessária a intervenção através de um umidistato, ferramenta esta que insere ao mesmo tempo o grupo de refrigeração, visando obter o efeito desumidificante e uma bateria de pós-aquecimento, utiizada para balancear o calor tirado pelo evaporador e evitar uma redução indesejada da temperatura da câmara.

O ar recirculado pelo evaporador não deve incidir diretamente sobre a carne para evitar a formação de manchas na sua superfície. A quantidade em circulação não deverá exceder os 25 volumes por hora.

 

Paulo Neulaender

Entre para postar comentários

Social

Topo